• English language
  • Spanish language
  • Portuguese
+ 1 (305) 445-1341
Latin American Agribusiness Development Corporation S.A.

Latin American Agribusiness Development Corporation S.A.

Local Knowledge Focus Flexibility

Carta aos Acionistas - 2017

O ano de 2018 será lembrado como um dos melhores da história da Laad em termos de rentabilidade, qualidade de portfólio e crescimento. Resultados excepcionais foram alcançados, de forma que a sua empresa desembolsou cerca de US$285 milhões, criou quase 11 mil novos postos emprego e gerou mais de US$265 milhões de cambio estrangeiro, obtendo um retorno de capital próprio de 12%.

Em 2018, vários fatores afetaram a indústria mundial do agronegócio, mas o que causou o maior impacto em nossos negócios, foi a guerra comercial EUA-China. Esta guerra comercial está mudando a dinâmica do mercado global de grãos. As tarifas impostas aos grãos norte-americanos, beneficiaram muito os produtores brasileiros de soja, uma vez que a China, maior importadora mundial de soja, voltou-se para o Brasil para negócios. Como resultado, as vendas de soja do Brasil para a China aumentaram 20% em 2018. Segundo uma pesquisa da Reuters, a área de soja do Brasil deve crescer, atingindo um recorde de 36,3 milhões de hectares.

Outro fator que está afetando a região da América Latina é o aumento da taxa de juros pelo Federal Reserve System (FED), que por sua vez afetou a taxa LIBOR. Enquanto o valor mais alto da taxa LIBOR impactou positivamente as receitas, as taxas negociadas foram afetadas por fatores competitivos devido à alta liquidez em determinados mercados. Como a taxa do FED permanece alta, estimamos que os níveis de liquidez em alguns dos países onde a LAAD opera cairá, o que ajudará nossos negócios, particularmente em países como o Paraguai, onde a alta liquidez impediu que nossos desembolsos crescessem como esperado, apesar da redução nossas taxas para que permanecêssemos competitivos.

A diversificação geográfica e industrial provou, mais uma vez, ser o melhor seguro, e a situação da Nicarágua é o melhor exemplo. Abril de 2018 marcou o início da agitação social e política radical na Nicarágua. Apesar dessa turbulência, a agricultura foi o único setor na economia do país que não foi drasticamente afetado, permitindo que nosso portfólio continuasse a ter um desempenho relativamente bom. A Companhia continua apoiando clientes existentes, principalmente para fins de capital de giro.

Apesar da sempre presente instabilidade econômica, política e climática, a sua empresa alcançou um desembolso recorde de US$ 287,9 milhões para 339 novos empréstimos em 15 países diferentes e criou quase 11.000 novos empregos. Além disso, o apoio financeiro da LAAD gerará mais de US$ 265 milhões por ano em moeda estrangeira para a região. A Companhia liberou US$ 272 milhões em empréstimos a prazo de instituições financeiras locais e internacionais garantido o crescimento da carteira. O lucro líquido do ano passado foi superado em 12,8%, alcançando o patamar de 16,3%, e, o mais significativo, atingiu um retorno médio sobre o patrimônio de 12,3%. Neste ano civil, estamos entrando pela primeira vez na Argentina e esperamos desembolsar US$ 10 milhões, principalmente em empréstimos estruturados por meio de uma empresa terceirizada, bem conhecida que atuará como um parceiro estratégico.

Em março de 2018, apresentamos nossa primeira versão do Vision 2025, que foi originado através da compilação de ideias e recomendações dos funcionários em todos os níveis hierárquicos. Prestamos muita atenção às observações de todos e estamos trabalhando cuidadosamente para implementar todas as sugestões relevantes. Nosso projeto mais ambicioso é o desenvolvimento de um sistema adaptado exclusivamente às necessidades da LAAD, que resultará em uma transformação digital completa e de última geração. Um de nossos objetivos é operar com tecnologia de ponta que nos proporcione uma vantagem sobre nossos concorrentes e nos permita oferecer um ótimo atendimento aos nossos clientes. Mais importante, tudo isso será realizado sem perder de vista um dos nossos principais valores, nossa atenção pessoal aos nossos clientes, porque nosso negócio “é todo voltado para as pessoas”.

Recentemente, iniciamos uma série de apresentações visando reforçar os valores corporativos da LAAD para nossos funcionários. Integridade, Comprometimento, Resiliência, Responsabilidade, Trabalho em Equipe e Adaptabilidade não são nossos valores fundamentais porque aspiramos atingi-los, mas porque os identificamos como inerentes a nós como indivíduos e como organização. Compartilhar e praticar nossos valores essenciais é fundamental para preservar nossa cultura corporativa à medida que crescemos e evoluímos como empresa. Esta é uma responsabilidade não negociável, pois nossa cultura única nos deixa orgulhosos de fazermos parte da LAAD.

Gustavo Martinez Cappetta
Gustavo Martinez Cappetta

Ben Fernandez III
Benjamin Fernandez III