• English language
  • Spanish language
  • Portuguese
+ 1 (305) 445-1341
Latin American Agribusiness Development Corporation S.A.

Latin American Agribusiness Development Corporation S.A.

Local Knowledge Focus Flexibility

Carta aos Acionistas - 2017

Em 2017, sua empresa registrou mais um ano com excelentes resultados, apesar dos eventos climáticos extremos, questões políticas, novas práticas regulatórias e ambientes econômicos que ameaçavam a relativa estabilidade da indústria do agronegócio.

Múltiplos fatores afetaram a indústria do agronegócio mundialmente em 2017, e a América Latina não foi a exceção. Eventos climáticos extremos, incluindo inundações devastadoras na República Dominicana e no Peru, os poderosos furacões Irma e Maria no Caribe e o catastrófico terremoto no México forçaram fazendeiros e credores a enfrentarem circunstâncias extraordinárias. Questões políticas, como o efeito das eleições dos EUA no México e o caso de corrupção da Odebrecht no Hemisfério Ocidental, complicaram ainda mais o já desafiador cenário empresarial. Altos níveis de liquidez global impulsionaram o influxo de capital para estas regiões, forçando as instituições financeiras em certos mercados a reinventarem suas estratégias. Para a LAAD em particular, isso significava reduzir nossas taxas para permanecermos competitivos.

Ao que tudo indica, a indústria do agronegócio continuará a evoluir para além de 2017. Do lado da produção, a comunidade agrícola está em meio a grandes mudanças, incluindo os efeitos da mudança climática na dinâmica usual do ciclo agrícola, forçando os agricultores a tomarem medidas contra as variáveis externas que estão fora de seu controle, o que leva a maiores custos de produção e, para os menos afortunados, a saída do negócio. Outro desenvolvimento consequencial é a consolidação de toda a cadeia de valor do agronegócio com menos, porém, maiores players (incluindo produtores e fornecedores de insumos agrícolas), que mudarão o equilíbrio de poder, redefinindo vencedores e perdedores. A urbanização é outro fator que afeta significativamente as comunidades rurais, já que fazendeiros e empresas do agronegócio na América Latina lutam para encontrar trabalhadores que trabalhem no campo e mantenham a tradição agrícola e o legado dentro das famílias para as gerações futuras.

Do lado do consumidor, novos players estão entrando no sistema alimentar. Métodos inovadores de compra de alimentos estão sendo introduzidos (como várias plataformas de e-commerce) e novas formas de consumir alimentos (em termos de qualidade, tipo, embalagem e entrega) estão se tornando disponíveis para atender às preferências e demandas criteriosas dos consumidores da geração “millennial”.

Sem dúvida, nossos clientes e agricultores estão enfrentando desafios excepcionais, além dos problemas usuais que enfrentam diariamente. Apesar da crescente demanda por alimentos no mundo para alimentar a crescente população, e o aumento do poder de compra da maioria dos consumidores na extremidade inferior da pirâmide, especialmente nos mercados emergentes, há e haverá obstáculos a serem superados. A LAAD continuará a apoiar os agricultores ao adotarem o uso da tecnologia para se adaptarem e permanecerem competitivos e sustentáveis nesse ambiente imprevisível.

Mais uma vez, a diversificação geográfica e industrial provou ser o melhor seguro contra desastres naturais, pois mesmo nessas circunstâncias, sua empresa alcançou um desembolso recorde de US$ 239,5 milhões para 305 projetos em 15 países diferentes e criou mais de 10.000 novos empregos. Além disso, irá gerar mais de US$ 170 milhões por ano em moeda estrangeira para as regiões. A Companhia assumiu US$ 182 milhões em empréstimos a prazo e linhas de crédito de instituições financeiras locais e internacionais para financiar o crescimento da carteira. Ela superou o lucro líquido do ano passado em 4% e alcançou um crescimento de 11%, e - o mais significativo - atingiu um retorno médio sobre o patrimônio líquido de 12%. Neste ano, também iniciaremos um novo empreendimento, já que planejamos entrar na Argentina pela primeira vez.

Em 27 de outubro de 2017, AgriTellus Investments LLC, uma empresa de propriedade de Benjamin Fernandez III e da Alta Administração da LAAD, comprou a parte do JPMorgan na LAAD, tornando-se assim uma das doze acionistas da LAAD. Acreditamos que esta compra não apenas reforça o compromisso da Administração, mas também alinha mais as metas da Administração e dos Acionistas.

Estamos otimistas em relação ao que o futuro nos reserva, pois nossa história de tenacidade e resiliência apoiará nossas decisões atuais e inspirará nosso sucesso futuro. Vamos encarar cada novo desafio com confiança e engenhosidade, armados com o conhecimento adquirido ao longo de quase meio século de experiência e motivados pela satisfação de fazer parte de uma empresa que impulsiona o progresso e promove a inovação, mantendo a missão, os valores e a cultura que nos definem.

Gustavo Martinez Cappetta
Gustavo Martinez Cappetta

Ben Fernandez III
Benjamin Fernandez III